26/10/2009

V - SEM TÍTULO

Foram 45.000 bilhetes que voaram para um concerto dos "U2" em 7 horas, e outros 45.000 que desapareceram, para uma repetição do evento, em apenas 4 horas. Acho que se os U2 fizessem uma estafeta de 10 dias conseguiam vender 450.000 bilhetes, e até digo mais, provavelmente iam reformados e crianças recém nascidas, se isso implicasse um novo recorde do Guiness. Parece que os portugueses dão grandes sinais de retoma, e que as estatísticas enganam-se quando falam em 10% de desemprego na população activa. E mesmo que isso seja verdade, o que é que isso interessa quando podemos coleccionar mais um recorde para o nosso grande País. Mais um para constar ao lado da maior manta de retalhos do mundo, da maior bandeira humana ou do maior lançamento em simultâneo de aviões de papel (atenção, foi em simultâneo). Desconfio que andam-nos a enganar com estatísticas e dados económicos falsos, querem-nos meter medo, a nós, alegre população do mundo. Saio à rua de madrugada e não vejo ninguém a dormir à porta do centro de emprego, ninguém a correr atrás de trabalho, e ninguém com medo de perder o trabalho por mentir porque afinal não estava com gripe A, mas sim na fila da fnac.  Sinto-me enganado porque as medidas económicas que tomei nada ajudaram o meu País, porque o esforço extra no trabalho de nada serviu, porque a maior produção nada quiz dizer. Não percebo porque é que o governo não faz nada, como por exemplo passar a organizar concertos com desconto no IRS. Já pensaram no equilibrio económico da segurança social se tivessemos os U2, Madonna, Guns n´Roses, etc a ajudarem. Fico feliz por saber que os portugueses estão bem, que não precisam esperar pela retoma de 2010, uma vez que ela já está aí. Já não sinto a consciência pesada quando gasto dinheiro em coisas acessórias...devia ter comprado o bilhete de U2.

...ontem à minha frente na fila de supermercado estava uma senhora com um olhar carregado e o filho ao lado, tinham quatro coisas de primeira necessidade para comprar e o cartão não passou...disse que ia a casa buscar dinheiro...provavelmente não voltou.

6 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Sadeek disse...

TT...isto é a mentalidade tuga! Não me consigo chatear com isto. Ou "Já" não consigo, pelo menos.

Eu acho que cada um é responsável por si mesmo. Se preferem passar fome e ir ver os U2, por mim tudo bem. Desde que não se chorem. Desde que não ganhem qualquer subsídio tipo rendimento mínimo. Porque aí já me metem também ao barulho.

Porque raio não nasci eu australiano!?

Abraçoooooooooo

TT disse...

Grande Sadeek.

Eu também não me chateio...aliás, até acho bem que as pessoas consigam-se divertir e libertar um pouco desta seriedade e "realidade"!...Apenas gosto de observar e divagar, ficcionar ou concretizar, agitar um pensamento, provocar uma reacção, introduzir algo de novo, mesmo que para alguns não faça sentido (felizmente...viva a pluralidade). Afinal gostamos destes espaços por alguma razão...certo?

Abraço

Sadeek disse...

ó meu amigo...se tu e as tuas "chamadas de atenção" não fizerem sentido a quem as lê ou não as fizerem, no mínimo, pensar...então isto está realmente tudo perdido...

ABRAÇOOOOOOOO

ónix disse...

Fiquei a interiorizar as duas últimas frases do teu texto... relativamente aos 45 000 bilhetes vendidos num ápice impressionante,pois, são as gentes que temos.